Como treinar um cão – Dicas de adestramento básico

7 set

 

Adestramento-de-Cães-ComoTreinarUmCao.com_.br_

Adestramento de Cães – O Ponto de Partida

Por Kim Downing

Adestramento de cães é um tópico tão extenso que pode ser difícil de saber até mesmo por onde começar. Muitas vezes a ideia de adestrar surge somente quando alguém diz, “Precisamos que o cachorro pare de fazer isso!”. Adestrar e trabalhar com um cão precisa iniciar muito antes, e têm muito mais nisso do que simplesmente dizer para o cão o que ele não deve fazer. Para se ter um cachorro comportado que ouve existe uma série de elementos que idealmente devem ser atingidos. Vamos passar por cada ponto para entender melhor como afeta o seu cão.

1. Socialização

A socialização é geralmente sub-valorizada. Existem muitos cães que chegam na casa de alguém e depois raramente saem. O problema com isto se torna que você cria um cão que não sabe como lidar com as coisas (pessoas, animais, locais, etc.) que ele pode encontrar na vida. Alguns cães lidam melhor com isto que outros, mas não ter sido exposto a uma variedade de situações pode resultar num cão inseguro, que não sabe o que fazer, e pode inclusive gerar problemas de comportamento como medo, agressão, nervosismo etc.

Socialização é totalmente sobre exposição a situações positivas. Isto significa garantir que cada experiência seja divertida e confortável para o seu cão, não assustadora. Não significa jogar o seu cão num local com 30 outros cães e deixá-lo conhecê-los todos de uma só vez. Não significa pegar o seu cãozinho tímido e forçá-lo a sentar enquanto outras pessoas passam a mão nele. Estes são exemplos de situações potencialmente assustadoras que podem causar mais danos que benefícios. Em vez disso, significa procurar por oportunidades para que o seu cão seja bem sucedido. Considere sessões de adestramento. Leve seu cão para o parque ou outras atividades externas. Convide pessoas para visitá-lo para uma festa de cães. O ponto é o seu filhote sair e ver o mundo e tudo que ele tem a oferecer.

Pense em socialização como uma jornada não um destino. Enquanto o momento mais crucial é entre 2-4 meses de idade, um cãozinho precisa continuar vendo coisas e se familiarizando com o seu mundo por todo a sua vida. É possível fazer uma socialização remediada para um cão que deixou de ter essas experiências, como por exemplo, um cão mais velho adotado, mas isso é de longe o ideal para um filhote que tinha tudo pra isso.

2. Saciando necessidades de exercício e consumo de energia

Não importa quanto treinamento e regras você estabeleça. Se você não exercitar o seu cão diariamente continuará a ter problemas. Muitos dos problemas de comportamento que as pessoas mais se queixam têm como raiz a simples falta de exercício. Veja questões como latir, cavar, escapar de casa, hiperatividade, pular, morder, destruir e a lista segue… Todos estes podem ter como raiz a falta de exercício. Eles podem se transformar em problemas habituais fora da falta de exercício, mas esta foi a sua origem.

Muitas vezes você pega um cão que têm uma lista enorme de problemas, e você inicia com ele uma ótima rotina diária de exercícios e você sabe o que acontece… muitos dos problemas parecem desaparecer ou diminuir significativamente. Não é um milagre que acontece. A velha máxima de que um cão cansado é um bom cão é mesmo verdade.

O primeiro passo é estabelecer um plano diário de exercícios para você e seu cão. Mesmo que você tenha um pátio cercado deve fazer isso. Muitos cães que ficam em pátios por si só não se exercitam. Eles encontram o seu próprio divertimento como cavar ou pular a cerca para visitar o vizinho. Senão o cachorro fica apenas atirado esperando por você. Não significa que você não pode usar a sua área cercada, mas considere um plano rigoroso de atividades com o seu cão. Tente pelo menos uma longa caminhada por dia com o seu cão. Quanto é o suficiente? O objetivo é que você e seu cão fiquem felizmente cansados, então ajuste a distância do percurso, a dificuldade da caminhada, ou mesmo o número de vezes que você caminha com o seu cão.

Adicionalmente, procure por coisas que você gosta de fazer também. Um cão pode ser incorporado em tantas atividades que você pode se surpreender, e então você sabe que ambos você e o seu cão estão se exercitando e se divertindo.

Adestramento-de-Cães-infografo-600px

3. Satisfazendo estímulo mental

O corpo de um cão precisa de exercício e sua mente também. Atividade mental é bom para a saúde do seu cão e faz ele cansar também. Por sorte se cruza com outras áreas. Por exemplo, passear com o seu cachorro num local novo pode ser bastante cansativo mentalmente, pois o seu cão está processando novos cenários na caminhada e tendo experiências estimulantes no novo local. Adestrar é uma outra forma de estimular o seu cão, além de ser uma ótima ideia para a sua relação com ele. Você ganha dois por um com o treinamento!

Existem outras formas de você por o cérebro do seu cão para trabalhar. Veja ideias como:

– Ensine o nome de diferentes brinquedos para o seu cão. Desta forma você pode pedi-lo para pegar um brinquedo específico por nome. Têm um border collie, Chaser, que sabe 1.022 brinquedos cada um pelo seu nome e pode provar isso também!

– Brincar de esconde-esconde com o seu cão. Pode ser você se escondendo ou você pode esconder um objeto, como um brinquedo para seu cão encontrar. Estes jogos realmente põe o cérebro do seu cão para funcionar já que ele precisa usar o seu faro também e processar um monte de informação. Utilizar o faro para detectar odores pode ser muito divertido.

– Faça o seu cão trabalhar por sua comida. Isto pode ser usando a sua comida como parte do seu plano de treino ou pode se utilizar também uma variedade de brinquedos que liberam comida com o qual ele pode brincar para pegar sua comida.

4. Treinamento

Você leva seu cão para ensinar certos comandos como sentar e deitar mas então o que você faz? Esse é o dilema. Um cão pode saber como sentar ao seu comando, mas ele continua pulando nas pessoas. Como você pega esses comandos que ele aprendeu e cria um cão comportado que sabe ouvir?

No fim das contas o que você deve fazer é adquirir o hábito de ensinar o seu cão todos os dias. Cães aprendem por padrões e estão sempre aprendendo. Mesmo você sabendo ou não você está ensinando ele a todo momento! Ele está aprendendo como consegue o que quer, como ele consegue fazer com que você faça o ele quer, qual a sua resposta para uma variedade de coisas, etc.

Em adestramento de cães, nós temos que nos habituar em não ficar dizendo para nossos cães o que não queremos que façam mas sim mostrar o que queremos que façam. Recompense-o quando você o ver fazendo o que deseja! A recompensa significa que ele mais provavelmente irá querer repetir o ato. Substitua a palavra NÃO com palavras que tenham valor e significado. Por exemplo, “NÃO!” poderia ser substituída por um comando como “Solta”. Ou “NÃO!” poderia ser substituída pelo comando “Senta” de forma que alguém pode acariciá-lo sem que fique pulando nas pessoas. Adestrar permite você ter uma forma de se comunicar de forma útil com o seu cão.

O treinamento deve iniciar no primeiro dia que você tiver o seu cão independentemente se ele têm 8 semanas de idade ou 2 anos. É a forma de mostrar a ele o que funciona com você. Se você permite que ele pule em você por 2 semanas e depois mudar de ideia, sabe o quão mais difícil será mudar esse hábito?

Adicionalmente, adestrar se torna uma forma de desenvolver boas maneiras no seu cão. É como ensinar uma criança a sempre dizer “Por favor”. Você pega os comandos que o seu cão sabe como fazer e então pede a ele fazê-lo em troca das coisas que ele quer ou precisa. Ele pode sentar e ficar enquanto a porta é aberta. Ele pode esperar enquanto você abre a porta do carro em vez de pular fora. Ele pode sentar enquanto você se prepara para jogar seu brinquedo em vez de tentar pegar da sua mão. Ele pode deitar antes de ganhar sua janta. O ponto é que usar estes comandos dá modos a ele pois fica sabendo que a forma de receber coisas na vida é por meio de um bom comportamento e fazendo o que você pediu. Adicionalmente, isto é muito positivo e não envolve força alguma. Ele aprende que este comportamento importa por si só por meio da sua direção e ensinamentos.

5. Estabelecendo limites

Estabelecer limites simplesmente significa criar regras para sua casa. Isto é uma boa coisa. Funciona em conjunto com os bons modos. Um cachorro precisa saber o que é esperado dele e criando um conjunto de limites fica muito mais fácil dele entender. Algumas vezes um cão fica confuso porque sua família não sabe os limites também. A mãe diz uma coisa, o pai outra, as crianças outras. Todos na família deveriam estar alinhados com o cão de forma que ele saiba o que pode e o que não pode fazer. Isso causa menos frustração e confusão para o cão e para a família.

Idealmente estabeleça o que espera do seu cão. Ele pode subir na mobília? Pode pular? Deve ficar sentado ou deitado em alguns momentos específicos? Como deve caminhar na guia? Quais são essas expectativas? Então você usa o seu treinamento para estabelecer esses limites para ele. Cachorros são excelentes em seguir regras e gostam de consistência, mas precisam saber quais são as regras. Mostre a ele por meio do treinamento o que você espera e isso é tudo que precisa.

São necessárias as 5 partes desta equação para criar um cão bem ajustado e feliz. O que também acontece ao longo do caminho é que o cão aprende a respeitá-lo e ouvi-lo. Não é feito por meio da força, mas ao contrário, por meio de treinamento e respeito. Esta é a melhor forma de estabelecer um relacionamento com o seu cão onde você sabe que pode confiar nele para ouvir você ao longo do tempo. Isto fará o resto do seu treinamento e vida com o seu cão muito mais fácil.

 

Kim Downing - ComoTreinarUmCao.com.br

Kim Downing é uma adestradora de cães profissional, possui certificação CPDT-KA – Certified Professional Dog Trainer – Knowledge Assessed (Adestradora Profissional Certificada). É proprietária da Your Best Dog Training (Seu melhor adestramento). É membro profissional da Association of Pet Dog Trainers (Associação de Adestradores de Cães) e membro da The German Shepherd Dog Club of America (Clube norte-americano do Pastor Alemão). Previamente Kim trabalhou com adestramento de cães de serviço para organizações como Paws for Freedom (Patas para Liberdade) e é também avaliadora da AKC Canine Good Citizen (AKC Canino Bom Cidadão). Ela gosta de escrever sobre cães e adestramento e é autora do Animal Planet Dogs 101: German Shepherd Dog (Animal Planet Cães 101: Pastor Alemão). Ela também ajudou a criar diversos programas de treinamento. Em seu tempo livre gosta de treinar e competir com seus cães pessoais.

Traduzido do original em Dog Training Basics.

Fonte: http://www.comotreinarumcao.com.br/adestramento-de-caes

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: