Uma adoção que vale por 10! Negão adotado!

9 set

Amigos que acompanham nosso trabalho e torcem tanto pelos nossos peludinhos, hoje viemos aqui trazer uma notícia muito, muito especial. Nosso querido Negão finalmente foi adotado!

Esse post merece ser único, exclusivo, pois os cães mais “difíceis” incrivelmente são aqueles aos quais mais nos apegamos, possivelmente por a adoção ser mais demorada e ficarem mais tempo sob os nossos cuidados. São também as adoções em que mais nos sentimos vitoriosas, pois temos a sensação concreta de que reabilitamos verdadeiramente um animal, não só física, mas, mais importante, psicologicamente.

Então, pessoal, sentem na sua poltrona preferia, pois lá vem história!!!

Negão é um mestiço de Pit Bull que foi descartado com alguns meses de idade em uma comunidade na Tijuca. Uma senhora, protetora de gatos, se sensibilizou com sua situação e o levou para hospedagem na nossa clínica de confiança.

Nosso menino logo se mostrou um cãozinho mal educado. Isso mesmo, Negão certamente fora criado de forma errada, seus antigos tutores estimularam seu “pior” lado. Ele não aceitava que tirássemos nada de sua boca e volta e meia tentava morder traiçoeiramente. Nunca mordeu para matar, para machucar, mas era o suficiente para assustar os não-avisados.

Negão e o ossinho intocável

Negão e o ossinho intocável

Vários meses se passaram quando nós, que acompanhamos desde a chegada de Negão na clínica, seu tratamento, vacinação, castração, etc, sugerimos assumi-lo para que ele tivesse chances reais de adoção e para que, finalmente, pudesse sair da clínica veterinária.

Mal sabíamos, mas estávamos assumindo não só um cão, mas um grande desafio!

Nos primeiros dias na casa da voluntária Isabella, Negão ficou isolado em um quarto, ficava no canto, rosnando para cada um que se aproximava, até quando era feita a limpeza, ao tirar o jornal, ele tentava morder.

Semanas se passaram e percebemos, então, que ele era um cão simplesmente maravilhoso com outros animais! Muito amigo, brincalhão e extremamente submisso, ao contrário do que era com as pessoas.

Negão no lar temporário

Negão no lar temporário

Mais tempo passou e graças ao pulso firme da tia Bella, craque em educação-canina, e as simpatias da Maria, a caseira da casa, que sempre tem um truque na manga para “amansar” os cães brabos, Negão se rendeu ao nosso amor e carinho. Tornou-se um doce de cão, carinhoso ao extremo, carente, sempre reivindicando carinho e nos fitando com olhinhos pidões.

Mas, como nem tudo são flores, tirar um brinquedo de sua boca continuava sendo um problema, fazê-lo se render à nossa dominância qdo decidíamos que ele não podia fazer algo ou que deveria entrar em um quarto, por exemplo, ainda era uma difícil tarefa. Decidimos, então, que ele deveria ir para uma hospedagem com adestramento.

Lá, ele ficou por cerca de 2 meses, melhorou bastante seu comportamento e quando chegou de volta na casa da tia Bella, começamos a anunciá-lo para adoção.

Logo surgiu uma pretendente, que ao visitá-lo foi recepcionada com uma bela mordida. E agora? Todo nosso esforço foi por água abaixo? Estava decretado que Negão ficaria conosco para sempre? Pois esse é o nosso compromisso, cada cão resgatado é uma responsabilidade eterna e se nunca for adotado, estará sempre em um lar temporário cheio de amor. Mas não é isso que desejamos para eles. Queremos que cada um tenha uma casa, uma família para lhe dar carinho e atenção diários. Queremos que cada um seja adotado para dar chance a tantos outros que estão na rua precisando da mesma oportunidade!

Os pretendentes continuaram aparecendo, afinal nosso preto lindo é “quase de raça”. Uma raça pouco compreendida, que muitos temem e muitos outros querem adotar pelos motivos errados.

Recebemos inúmeros pedidos de adoção para que ele fizesse guarda de galpões ou terrenos vazios. Por acaso a gente doa cachorro pra situações das quais tiramos outros tantos??? Pedido negado!

Recebemos outros pedidos de garotões nitidamente interessados em “exibir” um Pit Bull, que certamente terminaria largado em um quintal ou canil, sem amor e carinho, ainda mais mal-educado e traumatizado. Pedido negado!

Sempre fizemos questão de ser absolutamente sinceras com os pretendentes e respondíamos cada formulário recebido contando todo o histórico do Negão, inclusive as mordidas, e explicando cada dificuldade pela qual o adotante poderia passar. A maioria dos bons pretendentes desistia só de ler o email! Mas mais um casal interessado decidiu conhecê-lo, o visitou algumas vezes e, mesmo sem mordidas, acabou desistindo da adoção.

Nessa altura do campeonato já estávamos conformadas que Negão iria ficar conosco. Continuávamos a divulgação, sempre, não iríamos desistir de encontrar uma família, porém achávamos que as chances eram remotas.

Foi então que recebemos mais um formulário de adoção e lá fomos nós escrever aquela looooonga resposta sobre as qualidades e os “defeitinhos” do nosso garoto. A re-resposta chegou rápida e consciente: Rafael achava que tinha o pulso firme necessário para lidar com nosso Negão, porém mora em apartamento com a mãe e um Yorkshire-micro. Será que daria certo?

Agendamos a primeira visita e o recebemos com o aviso “não coloca a mão, deixa ele te pedir carinho”. E assim foi feito. Negão pulou, cheirou, se mostrou eufórico, como sempre, latiu e deu umas rosnadas, sem mordidas… Ufa, tudo sob controle!

Chegou o segundo dia de visita, Negão estava mais solto e era facilmente comprado com deliciosos petiscos levados pelo futuro papai. E veio, então, o terceiro dia de visita – Rafael ainda não tinha desistido, comemoramos. E nosso “bravíssimo” Pit Bull estava entregue, dócil, como se já o conhecesse a anos.

Veio, então, o momento de levá-lo até a casa da Rafael para conhecer sua mãe e seu cãozinho Bruke. Nosso lindão foi um lord, se comportou bem na coleira, foi delicado com o irmãozinho, aceitou carinho da vovó e fez xixi no sofá (nem tudo é perfeito, né???).

O fim-de-semana seguinte foi a prova final para Negão. Rafael o buscou sem a nossa presença na casa de Isabella, em uma sexta-feira, com a promessa de que seria um teste e o pegaríamos de volta no domingo. Logo recebemos a notícia de que quando o viu, nosso amigão fez tanta festa que chegou a se urinar de felicidade. Começamos bem!

As boas novas vieram em sequência, com Rafael sempre deixando as tias babonas por dentro de cada conquista, mandando notícias e fotos. Tudo correu mais do que bem, Negão se comportou, fez as necessidades no lugar certo, obedeceu muito bem a toda a família, aceitou bem o pequno Bruke.

Enfim… o fim-de-semana que seria um teste se tornou uma adoção definitiva e muito, muito, muito comemorada!

Negão em família!

Negão em família!

Disputando a atenção com o irmão Bruke rsrs

Disputando a atenção com o irmão Bruke rsrs

Negão curtindo uma caminha

Negão curtindo uma caminha

Negão está super adaptado à nova casa e super apegado a seu papai, irmão e avó, que mantém a rédea curta e o pulso firme com nosso “garoto exaqueca”. E, claro, está super mimado, com direito a comer polenguinho light todos os dias e dormir em um almofadão ao lado da cama do pai. A gente nem adoooora essas que coisas, né?!

Amigos, desculpem o post tão longo, mas há histórias que merecem e PRECISAM ser contadas. São exemplos de que qualquer cão pode ser reabilitado, exemplos de que amor, pulso firme e paciência fazem qualquer adoção dar certo!

Nosso muito obrigada ao Rafael e sua família que o acolheram de coração aberto, cheios de coragem, carinho, boa vontade e aceitando o seu jeitinho.
Ao Negão, todo o amor das tias que te adoram e torcem sempre por você. Agora sabemos que está em boas mãos. =)

Quer fazer como o Rafael e adotar um dos nossos peludos? Clique aqui para conhecê-los.

Não pode adotar mas quer ajudar? Participe da nossa rifa KIT INVERNO por apenas R$ 10,00 cada número.

 

 

Anúncios

14 Respostas to “Uma adoção que vale por 10! Negão adotado!”

  1. Helena 9 de setembro de 2013 às 20:55 #

    Rafael, vc. é um anjo! Mega parabéns! Forte abraço!

  2. Sandra Maia 9 de setembro de 2013 às 21:54 #

    Delícia ler uma história dessas! parabéns, Bellinha, mais uma sensação de dever cumprido!

  3. Lili 9 de setembro de 2013 às 22:19 #

    Lindo!!! Muito feliz pelo Negão!!!!!!!!!!! Conheço o Saloma, sei que será um bom pai :)))

  4. Georgia mãe da Kate 9 de setembro de 2013 às 23:24 #

    Que eles sejam muito felizes…

  5. Leticia Bergallo Alehgria Harmonia 10 de setembro de 2013 às 2:32 #

    Parabéns, Rafael! Você e sua família se deixaram adotar pelo Negão. Porque você sabe, né ? Eles nos escolhem. Por isso o Negão, com suas atitudes, logo já foi lhe chamando de “PAPAI”! Todas as bênçãos do mundo para vocês!

  6. Nilce 10 de setembro de 2013 às 10:14 #

    Linda história, feliz em vê-lo com seu novo papai.

  7. carollsilveira 10 de setembro de 2013 às 10:42 #

    Lindooo Negaoo

  8. criscazes 10 de setembro de 2013 às 12:20 #

    Parabéns ao negão. Parabéns ao Rafael. Ele merece. Ele é o da foto né do Facebook. que sejam felizes juntos.

  9. Tana Pereira 10 de setembro de 2013 às 14:34 #

    Nossa! Muito emocionante! A dedicação das meninas do Pá Pum, a carência e a auto preservação do Negão e a paciência e amor do Rafael, escreveram essa linda história no coração de todos nós.
    Felicidades!

  10. esnascimento 10 de setembro de 2013 às 16:14 #

    Ohhh que fofo! Mais um fofuxo pra eu apertar qnd for te visitar Salo … Adorei saber que ele foi reeducado, esse tipo de trabalho é bem complicado para animais mais velhos e principalmente um mestiço de pit bull, que diga-se de passagem eu adoooro. 🙂

  11. Juliana Vianna 10 de setembro de 2013 às 21:06 #

    Não poderia ter arranjado dono melhor do que o Salomão! To louca para conhecer o Negão!

  12. Rafael Salomão 11 de setembro de 2013 às 17:40 #

    Está tudo correndo super bem e ele tá bem adaptado! Não faz uma coisa errada e pula muiiiiiito quando eu chego do trabalho rsrsrs

  13. Carolina 17 de setembro de 2013 às 11:11 #

    Nossa! Que história linda!
    Me emocionei!

  14. Lia 9 de novembro de 2013 às 16:35 #

    Fiquei emocionada….estou passando por um momento tenso pois achei um cãozinho difícil que tentei ficar com meus outros dois cães. Estou a cata de um lar para ele . Uma pessoa assim como esse anjo que ficou com o Negao.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: