Boas adoções nos fazem muito felizes! (3)

4 out

Amigos, trazemos hoje mais um depoimento de emocionar, pra nossa sessão “Boas adoções nos fazem muito felizes”!

Dessa vez quem conta sua história com a adoção é a Mylene, mamãe da Sunny, que resgatou há anos atrás, e do nosso querido Mike (ex-Don, resgatado desnorteado na Tijuca).

Vale a pena conhecer essa história, se inspirar, aprender e… ADOTAR o seu!

Vamos lá:

“Quando eu tinha dezesseis anos minha mãe pegou uma cachorrinha filhote que estava correndo feito maluca no meio de uma estrada. Ela parou o carro, colocou a cachorra na minha mão e eu cheeeia de nervoso pq ela estava suja e cheia de pulga e carrapato. Eu nunca tinha tido cachorro em casa e confesso que não tinha nenhuma vontade de ter. Mesmo assim batizei a cadela (Sunny) e, achando que era provisório, a levamos pra casa.

Eu ficava doida todo dia quando chegava em casa: a cachorra ia até meu quarto e pegava minhas camisolas e levava pra caminha dela, quando eu chegava e via a cena brigava mto com a coitada. Com os dias, fui percebendo que ela fazia isso pq sentia minha falta e queria sentir meu cheiro quando eu nao estivesse em casa, isso foi me fazendo notar que a cachorra já havia me adotado. Fiquei pensando: pq isso? Eu não fiz nada, além de dar comida, água e limpar o cantinho dela…

Comecei a reparar que a gratidão que o animal tem eh algo que não se encontra em nenhum ser humano e dia após dia a Sunny foi me conquistando. Hoje ela eh um membro da família, tem dezesseis anos, eh super obediente, meiga, carinhosa, entende tudo o que falamos, não tenho palavras pra descrever o tamanho do meu amor por ela. E olha que eu fiz cara feia pra coitada quando ela apareceu, hein!

A Sunny hoje está surdinha (entende por gestos, rs), anda devagar, nao consegue mais subir no sofá, mas tenho certeza de que eh muito feliz ainda pq eh muito amada. E hoje sou eu que tenho que agradecer a essa minha filhota por ter me ensinado tanto, por ter me tornado uma pessoa melhor, por ter ficado comigo em momentos difíceis (parece loucura, mas cachorro eh uma terapia e entende cada momento que estamos passando, sabendo como agir conosco em cada um desses momentos) e principalmente por ter feito com que eu pudesse ter a vontade de ajudar tantos outros cãezinhos abandonados, arrumando bons lares e familias para eles. A Sunny me faz muito feliz! Adotar eh tudo de bom!

Quando me mudei da casa da minha mãe, levei minha vira latas Sunny comigo. Em dois dias minha filhota foi expulsa de lá pelo síndico pq o prédio não permitia animais, tentei argumentar mas a locadora não quis conversa: no apê dela não podia ter cachorro. Minha sorte eh que minha família eh louca pela Sunny e ficaram até felizes de eu ter que deixá-la no antigo apartamento com minha mãe.

Depois de um tempo, consegui outro apê, que permitia animais, mas minha mãe pediu pra deixar a Sunny com ela pois as duas são apaixonadas uma pela outra. Fiquei feliz pela cachorra pq sei que melhor ela não poderia estar. “Bom, agora que tenho o apê, preciso ajudar algum cãozinho. Espaço e amor eu tenho pra dar”, pensei eu.

Vi vários peludinhos no Lar Pa Pum, me apaixonava por todos, mas as protetoras de lá sempre foram MUITO coerentes e sábias, elas SEMPRE me informavam a realidade dos fatos: esse não se dá bem com cães, esse outro não dá pra ficar em apê, esse late demais quando fica sozinho e vc trabalha o dia todo… Eu fiquei IMPRESSIONADA com isso pq vi a seriedade do trabalho delas. Elas não queriam “se livrar” dos animais, elas queriam realmente o melhor pra eles e faziam de tudo pra que a adoção fosse muito consciente.

Um dia vi um cachorrinho lindo no site e entrei em contato com o Lar. As meninas disseram que o que eu queria era ótimo, mas tinham um que tinha tudo a ver comigo e estava em depressão pq amava o contato com gente e estava apenas com cães no lar temporário. Falei pra elas que era para elas decidirem o que fosse melhor pros cachorros e Deus me abençoou MUITO!!!!!! Adotei o Mike (ex-Don) e hoje, três meses depois, estou COMPLETAMENTE APAIXONADA!!!!

Tinha receio de adotar um cão adulto mas pude ver que eh muito mais fácil de lidar e de ensinar! Tive que gastar um tempo com ele, mas em uma semana já sabia sentar, deitar, ir buscar e trazer a bolinha, ja dava a patinha… Claro que nem todos são assim, mas com carinho e paciência todos podem aprender com facilidade.

O importante a dizer eh: cachorrinho e gatinho não são bichos de pelucia, eles fazem bagunça, fazem sujeira, fazem barulho, mas com carinho e dedicação vc terá em pouco tempo um amigo educado e fiel que será eternamente grato a vc. E se vc pensa em talvez um dia adotar um amigo, FAÇA ISSO porque eu GARANTO que vai ter uma vida muito mais feliz com um cãopanheiro em sua casa. Pode dar um pouco de trabalho no primeiro ou segundo mês, mas VALE A PENA demais!

Não tenho palavras pra agradecer pelo trabalho maravilhoso que o Lar Pa Pum realiza e também preciso agradecer ao Mike, meu companheiro que me deixa mais feliz a cada dia com seu carinho, fidelidade e alegria que enchem a minha casa agora! A minha familia toda está apaixonada por ele! OBRIGADA!!!!!!!!!”

Sunny, a primogênita de Mylene

Mike (quando ainda se chamava Don), no lar temporário

Mike cheio de dengo com sua mãe

Mike aprendendo truques com o papai

Quer fazer como a Mylene e adotar um dos nossos cães? Conheça-os aqui.

Não pode adotar mas quer oferecer Lar Temporário (nós cobrimos todos os custos)? Faça contato: larpapum@gmail.com

Quer ajudar nosso trabalho? Contribua com qualquer valor para pagarmos nossa dívida junto à clínica veterinária. Nossas contas para depósito estão aqui.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: